um pouco da arte da litografia

assunto do dia

 Nessa data, em 1771, nasceu ALOIS SENEFELDER, um ator e dramaturgo austro-alemão de sucesso discutível. Seu maior mérito, pelo qual ficou mundialmente conhecido foi que, acidentalmente, descobriu a pedra litográfica, e assim inventou a técnica de impressão litográfica em 1798.

“…com a ideia de economizar nos custos de gravação em folha ou chapa de cobre polida, tentou gravar usando uma pedra calcária polida que ele apanhou em uma rua em Munique, na Alemanha. Ele descobriu uma maravilhosa técnica de impressão, a qual logo foi usada por famosos artistas como Goya, e mais tarde Manet e Degas.” (girafamania)

Então vamos conhecer

 

UM POUCO DA ARTE DA LITOGRAFIA

 

Esta técnica de impressão utiliza uma pedra calcária de grão muito fino e baseia-se na repulsão entre a água e as substâncias gordurosas.

Ao contrário das outras técnicas da gravura, a litografia é planográfica, ou seja, o desenho é feito através da gordura aplicada sobre a superfície da matriz, e não através de fendas e sulcos na matriz, como na xilogravura e na gravura em metal.

A litografia foi usada extensivamente nos primórdios da imprensa moderna no século XIX para impressão de toda sorte de documentos, rótulos, cartazes, mapas, jornais, dentre outros, além de possibilitar uma nova técnica expressiva para os artistas.

Permite a impressão sobre plástico, madeira, tecido e papel. Este expediente artístico atingiu seu apogeu nas últimas décadas do século XIX. Diversos artistas franceses, como Jules Cheret, Toulouse-Lautrec, Bonnard, entre outros, promoveram uma renovação da litografia a cores, criando excelentes cartazes… baseia-se na repulsa recíproca da gordura e da água. Sobre a superfície da pedra preparada desenha-se com instrumentos como tuche, lápis e crayons litográficos à base de gordura.

A litografia é o único sistema de gravura que permite um desenho espontâneo, directo, da capacidade do artista. As possibilidades expressivas são infinitas: a utilização de lápis litográficos de diferentes teores de gordura e crayons litográficos aproximam-na do desenho; o tuche diluído em água ou solvente pincelado, respingado ou até mesmo esfregado na superfície da pedra poderá relacionar-se à aquarela e o gesto mais ou menos agressivo da pintura. A exploração de aguadas, as relações do positivo/negativo, os carimbos, o xerox, os raspados e as texturas são apenas alguns exemplos desta diversidade de procedimentos e técnicas. (tipografos.net)

litografia 1

selo austríaco emitido em 13/03/1998, que comemora o aniversário de 200 anos da Invenção da Litografia.

 

litografia 2

Litografia colorida à mão, de um raro volume com pinturas de animais, de Emil Hanselmann

litografia 3 Senefelder

ALOIS SENEFELDER, Litografia de Lorenz Quaglio (1793-1869)

 

litografia 4

Jules Chéret, Bal du Moulin Rouge, 1889

 

litografia 6   litografia 5

 

Veja alguns artistas que usaram com bastante talento essa técnica:

Escher foi um dos maiores artistas gráficos do mundo, reconhecido por explorar de forma brilhante a geometria plana e espacial em suas gravuras e desenhos criando impressionantes imagens realistas

litografia escher_mosaic_II

 

litografia escher-hand-with-reflecting

litografia escher-reptiles

litografia tiago gualberto

tiago gualberto

litografia cezanne

Paul Cézanne / I bagnanti 1896

litografia daumier 2

Honoré Daumier / Le passe. Le present. L’avenir 1834

 

fotos de aula sobre o processo litográfico (cap eca usp)

  • litografia 7
  • litografia 7b
  • litografia 7c
  • litografia 7d

divertida animação sobre o processo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2014. Designed by Agência EOS