Arquivo - 11 de novembro de 2017

1
olá, hoje é 11 de novembro de 2017
2
música do dia – senhor da guerra

olá, hoje é 11 de novembro de 2017

mensagem-do-dia cabecalho

“Às vezes, o pensamento mais estranho, mais impossível na aparência, apodera-se de nós com tal poder, que acabamos por julgá-lo realizável…”

fiódor dostoievski / nascido nesta data

 

 

mensagem e fatos do dia 11 de novembro de 2015

DIA do SOLDADO DESCONHECIDO

DIA NACIONAL de CONSCIENTIZAÇÃO DO ZUMBIDO

 

1918 Dia do Armistício – fim da Primeira Guerra Mundial.

 

mensagem e fatos do dia 11 de novembro de 2015

* FIÓDOR DOSTOIÉVSKI (Moscovo,1821 / 9 de Fevereiro de 1881) foi um escritor russo, considerado um dos maiores romancistas da literatura russa e um dos mais inovadores artistas de todos os tempos. É tido como o fundador do existencialismo. A obra dostoievskiana explora a autodestruição, a humilhação e o assassinato, além de analisar estados patológicos que levam ao suicídio, à loucura e ao homicídio: seus escritos são chamados por isso de “romances de ideias“, pela retratação filosófica e atemporal dessas situações. Suas obras mais famosas são Crime e Castigo e seu último romance, Os Irmãos Karamazov, considerado por Sigmund Freud como o melhor romance já escrito.

* JOHANNES ITTEN (Süderen-Linden,1888 / 25 de março de 1967) foi um pintor, professor e escritor suíço associado à escola Bauhaus. Em suas pesquisas desenvolveu o disco de cores, que ainda hoje permite descobrir combinações harmoniosas entre cores (os sete contrastes de cor). Foi a figura mais importante durante a primeira fase da Bauhaus tendo influência nas oficinas, na organização e na estruturação de cursos de design.

* NÁSSARA (Rio de Janeiro,1910 / 11 de dezembro de 1996) foi um compositor, caricaturista e desenhista brasileiro. Começou a compor marchinhas carnavalescas nos anos de 1930, disputando e vencendo concursos com Lamartine Babo, Noel Rosa e Ary Barroso. Seu maior sucesso foi a marcha Alá-lá-ô, em parceria com Haroldo Lobo, ficando conhecido por seu estilo de parodiar ou citar composições famosas em suas próprias músicas. É tido também como o primeiro autor de um jingle comercial do Brasil.

* EUCLIDES NETO (Ubaíra,1925 / 5 de abril de 2000) foi advogado, criador de cabras, político e escritor brasileiro. Ao longo de sua vida publicou catorze obras, entre romances e crônicas, predominantemente, tratando das desigualdades nas condições de vida entre os “senhores do cacau” e os trabalhadores rurais.

* CARLOS FUENTES (Cidade do Panamá,1928 / 15 de maio de 2012) foi um escritor e diplomata mexicano. Além de suas obras de ficção, também ficou conhecido por seus ensaios sobre política e cultura. Fez parte de um movimento literário formado no século passado por autores que criticavam as estruturas políticas arcaicas da América Latina.

* ROSE MARIE MURARO (Rio de Janeiro, 1930/ 21 de junho de 2014) foi uma intelectual e feminista brasileira. Nasceu praticamente cega, sua personalidade singular deu-lhe força e determinação suficientes para tornar-se uma das mais brilhantes intelectuais de nosso tempo. Nos anos 70, foi uma das pioneiras do movimento feminista no Brasil. Há pouco tempo, desafiou os próprios limites quando, aos 66 anos, recuperou a visão com uma cirurgia e viu seu rosto pela primeira vez. “Sei hoje que sou uma mulher muito bonita.”

* ZÉ KATIMBA (Guarabira,1942) é um compositor de sambas de enredo brasileiro, sendo considerado um dos criadores da versão moderna do gênero musical.

* SAULO LARANJEIRA (Pedra Azul,1952) é um multiartista (humorista, ator, apresentador, cantor, narrador e compositor) brasileiro. É apresentador do programa televisivo Arrumação que divulga o trabalho de artistas de raiz (músicos, cantores, poetas e contadores de causos) entremeado com apresentação de causos e personagens humorísticos interpretados pelo próprio artista.

(hoje é 11 de novembro de 2017 – fonte principal wikipedia / imagens internet / aberto a correções)

música do dia – senhor da guerra

musica dia peq

 

Há quase cem anos atrás (1918) aconteceu o Dia do Armistício, o fim simbólico da Primeira Guerra Mundial, na qual tantas pessoas perderam suas vidas ou suas dignidades.

E, passado tanto tempo, quantas guerras já aconteceram, e quantas provavelmente ainda virão a acontecer!

Será que um dia o ser humano vai entender que sem paz não existem vencedores?

Ou vai continuar rondando por aí o espírito do

 

SENHOR DA GUERRA

raul seixas / lena coutinho

O negócio é ter o mundo na mão
metranca, arco e flecha ou canhão
Agora nosso pique é total
Terceira estrela no sideral
E o velho Halley que se cuide
Ou pegue o rabo e se mude

Pois guerra é guerra
Que sacode a nossa terra
Quem bobeia é que se ferra
O negócio é se dar bem…

 

post republicado

 

Copyright © 2014. Designed by Agência EOS